segunda-feira, 27 de abril de 2015

Release BRM 300k Internacional Clube Audax Bagé | Série 2015

   No total, foram 116 ciclistas inscritos, destes, 111 estavam alinhados na largada, prontos para desbravarem os 307 quilômetros do 1º Brevet Internacional do Brasil, com a realização do BRM 300k Internacional Clube Audax Bagé | Série 2015.
   O evento ainda se tornou mais internacional com a presença de ciclistas uruguaios, americanos, dinamarqueses, alemães, e claro, brasileiros, estes com representantes do Distrito Federal e Santa Catarina. 
   Pela primeira vez no Brasil, um evento BRM (Brevet Randonneurs Moundiaux) realizou uma travessia de fronteira, onde os participantes saíram de Bagé (RS/Brasil) e se deslocaram até Melo (CL/Uruguay).



   No sábado à tarde foi realizado na Escola São Pedro, a entrega dos kit's e recepção dos ciclistas visitantes, com o briefing logo à seguir, às 18h no mesmo local. Às 21h o "circo" já estava montado, junto ao Posto CCI Internacional, à espera dos participantes, ao qual tiveram a liberação de largada às 22h com transmissão ao vivo através da Rádio Pop Rock 98.1 FM, onde os mesmos se deslocaram até a Estância Santa Margarida, no km 39, para a realização do 1º Posto de Controle.



*Postagem ainda em edição.
Continua...

   Agradecimento Especial
Obrigado São Pedro, por nos proporcionar tão belo dia... 
Obrigado à cada participante... 
Obrigado à cada visitante ao nosso município, Bagé, a "Rainha da Fronteira".. 
Obrigado a cada ciclista voluntário, que neste sábado e domingo, deixaram de participar do evento e deixaram de estar com suas famílias, descansando em casa, para estarem junto com nós, ajudando a realizar mais uma bela e excelente prova à todos os participantes... 
Obrigado aos apoiadores e patrocinadores, que acreditaram no potencial do evento e nos ajudaram a mover a engrenagem do Turismo Esportivo em nosso município...

   Em 2016, esperamos vocês, seus amigos e suas famílias para nos visitarem e participarem de nossos BRM's, organizados com muito carinho e muito sacrifício, de ciclistas, para ciclistas!
   Bagé "tchê" espera de braços abertos!!!
   Um forte abraço à todos, bom descanso, e uma ´´otima semana, onde o assunto será: Que baaaaita AUDAX em Bagé!

Link's relacionados:
Fotos (Marina Peraldo)
Fotos (Udo Weissenstein)
Fotos (Heron, Verônica, Vanessa, Ada, Marina e Alvinho)
Fotos (Volnei José Martins)
Fotos (Leandro Grehs Leite)

quinta-feira, 23 de abril de 2015

Descrição de Rota | BRM 300k Internacional Série 2015


CLUBE AUDAX DE BAGÉ – BREVET 300 KM – 25-26/04/2015
DETALHAMENTO DO TRAJETO

PONTO
KM
PARCIAL
KM ACUMULADA
OBSERVAÇÃO
LARGADA –
Posto Internacional - Ipiranga
0,00
0,00
Nos primeiros 5 km os ciclistas seguirão o carro da organização.
Após, seguir sempre em frente passando o trevo de acesso à BR 293 e indo até PC1.
TREVO DE ACESSO À BR 293 –
Seguir em frente em direção a Porto Alegre.
20,90
20,90
ATENÇÃO!
Trevo sem iluminação e mal sinalizado
PC1 – BR 153 – EM DIREÇÃO A PORTO ALEGRE – PRÓXIMO À ÁGUA BOA
PC à margem direita da rodovia.
18,30
39,20
ABERTURA: 23:09     -     FECHAMENTO: 00:57
Carimbar passaporte.
Água e banana. Sem banheiro.
Após o PC retornar pelo mesmo trajeto passando pelo o trevo da BR 293 em direção a Aceguá.
TREVO DE ACESSO À BR 293 –
Seguir em frente em direção a Aceguá.
18,20
57,40
ATENÇÃO!
Trevo sem iluminação e mal sinalizado
TREVO DE ACESSO A BAGÉ OU ACEGUÁ
Dobrar à esquerda em direção a Aceguá.
15,60
73,00
ATENÇÃO!
Trevo sem iluminação e mal sinalizado
PA – POSTO OLLÉ – Ipiranga
Posto à margem direita da rodovia.
2,00
75,00
PA da organização.
Água, banana, bolo doce, bolo salgado e café.
Com banheiro.
Após o PA seguir em frente em direção a Aceguá.
TREVO COLONIA NOVA
Seguir em frente em direção a Aceguá.
27,20
102,20
Trecho entre PA e Aceguá sem local para alimentação.
POSTO IPIRANGA ACEGUÁ
Posto já na cidade de Aceguá ao lado esquerdo da rodovia.
25,60
127,80
ATENÇÃO!
Este é o único local em Aceguá que estará aberto para alimentação e com banheiro disponível.
A lancheria dispõe de lanches, café, bebidas, pratos quentes.
Alimentação e bebida por conta do participante.
PC2 – AO LADO DA ADUANA URUGUAIA – ACEGUÁ
Passando o posto Ipiranga, seguir em frente e dobrar a direita em direção ao Uruguai (seguir sempre na avenida asfaltada).
PC fica à margem esquerda da rodovia.
0,40
128,20
ABERTURA: 01:46     -     FECHAMENTO: 06:32
Carimbar passaporte.
Água, banana e bergamota. Sem banheiro.
Após o PC seguir em frente em direção a Melo.
Os trâmites de imigração foram providenciados pela organização (exceto para aqueles que não enviaram cópia da documentação solicitada).
Assim, os ciclistas passarão direto na fronteira, sem necessidade de parar no Departamento de Imigración do Uruguai, a menos que as autoridades uruguaias determinem de forma diferente.
ISIDORO NOBLIA
Pequena cidade.  Seguir em frente em direção a Melo.
11,50
139,70
ATENÇÃO!
Trecho até Melo requer muita atenção e boa iluminação.
Trecho sem acostamento e com asfalto em mau estado em alguns pontos.
Cuidado com motos dos “quileros”.
PA – ENCRUZILHADA ENTRE ACEGUÁ E MELO
PA à margem direita da rodovia, junto a uma parada de ônibus.
20,20
159,90
PA da organização.
Água e banana. Sem banheiro.
Após o PA seguir em frente em direção a Melo.
TREVO AO LADO DO ESTÁDIO DE FUTEBOL – MELO
Estádio fica à margem direita da avenida.
No trevo, dobrar a esquerda e depois a direita, sentido centro de Melo.
25,80
185,70
Após o trevo, seguir em frente por 15 quadras.
Na sétima quadra, à direita, fica a Praça Independência (siga em frente, pois não é essa a praça do PC).
Na 15ª quadra dobrar a esquerda Rua Del Pilar.
15ª QUADRA APÓS O TREVO – ESQUINA RUA DEL PILAR
Dobrar a esquerda.
1,50
187,20
Andar apenas uma quadra na Rua Del Pilar e dobrar a esquerda na Rua Aparício Saravia.
A direita fica a Praça Constitución (PC3).
Ao final da praça dobrar à direita.
PC3 – PLAZA CONSTITUCIÓN – MELO
Lancheria La Vasca
Esquina Remigio Castellanos com 18 de Julio
0,30
187,50
ABERTURA: 03:32     -     FECHAMENTO: 10:32
Carimbar passaporte.
Local onde o ciclista deverá trocar seu “vale alimentação” pelo café da manhã oferecido pela organização.
Água e gelo pela organização. Com banheiro.
Após o PC pegar a Rua Aparício Saravia e percorrer 12 quadras em linha reta.
12ª QUADRA APÓS PC – ESQUINA RUA HECTOR GUTIERREZ RUIZ
Dobrar a esquerda
1,30
188,80
Andar apenas uma quadra na Rua Hector Gutierrez Ruiz e dobrar a direita.
Você deverá passar pelo estádio de futebol (que ficará a sua esquerda).
Seguir sempre em frente em direção a Aceguá.
ATENÇÃO!
Trecho até Aceguá requer muita atenção.
Trecho sem acostamento e com asfalto em mau estado em alguns pontos. Aumento de movimento durante o dia.
ISIDORO NOBLIA
Pequena cidade.  Seguir em frente em direção a Aceguá.
45,60
234,40
No centro da vila, ao lado esquerdo da rodovia, tem um pequeno mercado onde se pode comprar algo para comer e beber (poucas opções).
PC4 – AO LADO DA ADUANA URUGUAIA – ACEGUÁ
PC fica à margem direita da rodovia.
12,20
246,60
ABERTURA: 05:21     -     FECHAMENTO: 14:24
Carimbar passaporte.
Água, banana e bergamota. Sem banheiro.
Após o PC seguir em frente e dobrar a esquerda, passando pelo posto Ipiranga e seguindo em direção a Bagé.
Ciclistas não precisam parar no Departamento de Imigración do Uruguai, a menos que as autoridades exijam.
POSTO IPIRANGA ACEGUÁ
Posto já na cidade de Aceguá ao lado direito da rodovia.
0,40
247,00
Opção para alimentação e com banheiro disponível.
A lancheria dispõe de lanches, café, bebidas, pratos quentes.
Alimentação e bebida por conta do participante.
Aceguá tem outras opções de alimentação que funcionam apenas a partir das 11:00 (onze horas da manhã), na avenida, do lado uruguaio ou restaurante do posto BR  e café colonial (ambos do lado brasileiro passando posto da Receita Federal).
TREVO COLONIA NOVA
Seguir em frente em direção a Bagé
25,60
272,60
Trecho sem local para alimentação.
PA APÓS TREVO DA COLONIA NOVA
Fica à margem direita da rodovia, em frente a um engenho (silos de armazenamento de grãos).
0,50
273,10
PA da organização.
Água, banana, bergamota e alfajor.
Sem banheiro.
Após o PA seguir em frente em direção a Bagé.
POSTO OLLÉ – IPIRANGA
Posto fica à margem esquerda da rodovia.
25,90
299,00
Local com alimentação e bebidas (por conta do participante).
Com banheiro.
TREVO AEROPORTO DE BAGÉ
Seguir em frente em direção a Bagé.
2,70
301,70
ATENÇÃO!   
Trecho a seguir com acostamento em mau estado em alguns pontos. Cuidado redobrado.
Movimento pode ser intenso ao final da tarde.
Trecho requer muita atenção.
CHEGADA –
Posto Internacional - Ipiranga
5,30
307,00
ABERTURA: 07:00     -     FECHAMENTO: 18:00
ATENÇÃO!
Posto fica à esquerda da avenida (posto Ipiranga).
Cuidado na chegada ao posto ao fazer a conversão à esquerda. Procure não chegar ao posto pela contramão.


segunda-feira, 13 de abril de 2015

Planilha de tempos BRM 200k Clube Audax Bagé | Série 2015

   No dia 29/março, foi realizado em Bagé, a 4ª edição do BRM 200k Clube Audax Bagé, saindo de Bagé e indo até o município de Pinheiro Machado.
   Confira abaixo a planilha com os tempos dos 175 ciclistas que completaram o percurso dentro do tempo regulamentar de 13 horas e 30 minutos.


Sobrenome
















Nome
















Tempo
 da Costa João Deoclecio 10:10
 Gonçalves Silva Itiberê 11:34
Ferreira Prestes Leonardo  12:14
 Moura de Mello André 10:26
Lucas Boer André  11:36
Torrescasana Leal Karla  10:07
Vaz Leal Marcelo  10:26
 Vieira Bueno Sandro 08:53
daneris paiva luiz mario  11:12
dos Santos Bento Luciano  x
de Arruda Giffoni Antonella  12:00
Mendonça Soares Neider 11:38

quarta-feira, 8 de abril de 2015

Orientações | BRM 300k Internacional Clube Audax Bagé | Série 2015

ORIENTAÇÕES PARA CIDADÃOS BRASILEIROS:

Prezados ciclistas:
O Clube Audax Bagé está organizando o primeiro Audax Randonnée internacional com largada no Brasil. A largada será em Bagé – RS e irá até a cidade uruguaia de Melo.
Dado o ineditismo desse tipo de prova no Brasil (adentrando em outro país), estamos somando todos os esforços para que os participantes possam pedalar e se divertir sem maiores contratempos, considerando as peculiaridades que um evento desse tipo engloba.
Diferente de uma prova realizada dentro do Brasil, a organização dessa prova internacional traz uma série de desafios, tanto para os organizadores quanto para os participantes. Devemos sempre ter em mente que, embora por poucos quilômetros (120 aproximadamente), estaremos pedalando em um outro país. País esse com peculiaridades, legislação, normas e cultura diferentes da nossa.
Assim, para evitar transtornos, o Clube Audax Bagé solicita que os interessados em participar do Audax 300 km Bagé – Uruguai, leiam com atenção as orientações a seguir, lembrando que demais esclarecimentos podem ser feitos futuramente.

1 – Entrada no Uruguai - Imigração:

É o procedimento legal de entrada em outro país (no caso o Uruguai). Normalmente, para entrar em outro país é necessário apresentar o passaporte (não o passaporte do Audax), mas, no caso do Mercosul, desde junho de 2008, os turistas podem apresentar apenas a carteira de identidade nas viagens realizadas nos locais que formam o bloco. Não é preciso levar passaporte nem visto de entrada.
O documento de identidade deve ter fotografia atual. A Direção Nacional de Migração do Uruguai não impede o ingresso de turistas brasileiros que viagem com documentos emitidos a mais de dez anos, (sempre que validos, em bom estado de conservação e legíveis e que o titular do documento possa ser reconhecido com a sua fisionomia atual). Caso a foto possa gerar dúvidas sobre o reconhecimento do titular, sugerimos que também sejam levados outros documentos mais recentes para sanar tal circunstância.
Em resumo, só são aceitos dois documentos para ingresso no Uruguai: Passaporte válido emitido pela Polícia Federal do Brasil e Carteira de Identidade (RG).
Os trâmites no escritório de “migracion” são rápidos e exigem apenas o preenchimento de um documento chamado Tarjeta Internacional de Entrada e Salida. Porém, considerando o grande número de ciclistas participantes da prova e, ainda, visando que os mesmos não percam tempo, a organização do Clube Audax Bagé providenciará o preenchimento da Tarjeta de todos os participantes, anexando cópia da carteira de identidade ou do passaporte e entregando às autoridades uruguaias antes da prova para que os dados sejam lançados no sistema uruguaio e a Tarjeta seja carimbada autorizando a entrada no país. Para facilitar os trâmites, não será exigida a assinatura do ciclista na tarjeta.
Conforme acordo realizado com as autoridades uruguaias, a tarjeta já com a autorização, ficará de posse da organização enquanto o ciclista estiver no Uruguai e será devolvida assim que o mesmo retornar ao  Brasil. Esse controle será feito pela organização da prova na passagem pelo PC em Aceguá (na fronteira).
Importante destacar que o Clube Audax Bagé não se responsabiliza, obviamente, sobre as decisões tomadas pelas autoridades uruguaias. Assim, qualquer ciclista que, por qualquer razão, tenha negada  a sua autorização de entrada no Uruguai, não terá ressarcimento de qualquer valor por parte dos organizadores da prova. Além disso, não será permitida, sob hipótese alguma, a participação na prova de ciclista com a documentação irregular e/ou sem autorização para entrada no Uruguai.
Em relação às pessoas (brasileiros) que forem acompanhar os ciclistas no trecho dentro do Uruguai, os trâmites de imigração serão realizados por conta própria no momento de passarem a fronteira, lembrando que aos menores de idade cabem as mesmas exigências quanto à documentação exigida e, ainda, a proibição dos mesmos saírem do Brasil sem estarem acompanhados dos pais ou autorizados pelos mesmos.
Cabe destacar, também, que os brasileiros que entrarem no Uruguai (ciclistas e/ou acompanhantes) deverão portar o documento original utilizado para fazer os trâmites na fronteira (Passaporte ou Carteira de Identidade).
Maiores detalhes podem ser obtidos nos sites abaixo:

2 – Aduana, entrada de alimentos e animais no Uruguai:

Normalmente é proibido atravessar fronteiras com os seguintes alimentos: derivados de leite, derivados de carne, vegetais e frutas. No Uruguai não é diferente. Porém, considerando que os ciclistas e/ou acompanhantes permanecerão por pouco tempo no país vizinho e percorrerão um pequeno trajeto, foi acordada com as autoridades uruguaias a permissão, a princípio, da entrada desses alimentos no Uruguai.
Porém, como já referido anteriormente, o Clude Audax Bagé não se responsabiliza sobre as decisões tomadas pelas autoridades uruguaias, as quais poderão impedir a entrada desses itens, caso julguem necessário.
Caso algum acompanhante deseje passar a fronteira com algum animal vivo (animal de estimação), deverá providenciar a documentação necessária com antecedência, evitando que o mesmo fique retido na fronteira. Deve ser solicitado no Ministério da Agricultura (do Brasil - http://www.agricultura.gov.br/) um certificado sanitário no qual deve constar o estado sanitário do animal e a vacina anti-rábica.

3 – Saída e entrada no Brasil de bicicletas, ciclocomputadores, GPSs, celulares, smartphones e outros bens enquadrados no conceito de bagagem:

O ciclista e/ou acompanhante não necessita realizar nenhum procedimento junto à Receita Federal do Brasil para sair do país com esses itens, porém é de sua inteira responsabilidade ter a documentação necessária, caso solicitada em uma possível fiscalização no retorno ao Brasil.
Importante destacar que a Receita Federal do Brasil não emite documentos para comprovação da saída ao exterior de bens constantes da bagagem do viajante.
Quando do retorno de bens ao país o viajante poderá comprovar sua procedência por qualquer meio idôneo, como por exemplo:
No caso dos bens estrangeiros adquiridos no Brasil, a comprovação poderá ser feita mediante a apresentação da Nota Fiscal, emitida por estabelecimento domiciliado no País.
No caso de bens adquiridos no exterior e trazidos ao País em uma outra viagem, a comprovação far-se-á mediante apresentação do número da e-DBV ou do Extrato de Bens – RTE ou da DBA devidamente desembaraçada, contendo a descrição detalhada do bem.
Maiores detalhes podem ser obtidos no site da Receita Federal:

4 – Comunicação: Utilização de telefones celulares no Uruguai:

Para poder utilizar telefone celular no território uruguaio o ciclista e/ou acompanhante deverá se informar junto à sua operadora, esclarecendo quais procedimentos devem ser realizados.
Sites com informações:
VIVO
http://goo.gl/AM49jW
http://goo.gl/L17emG
http://goo.gl/kani26
CLARO
http://goo.gl/Dn54f1
TIM
http://goo.gl/RLzUpQ
Dicas sobre como utilizar iphone (ou outro smarphone) no Uruguai usando chip de operadoras uruguaias:
Posteriormente o Clube Audax Bagé fornecerá os telefones de contato organização, telefones de emergência e demais contatos necessários para que os participantes possam se comunicar em qualquer eventualidade.

5 – Seguro, saúde e emergência no Uruguai:

O seguro realizado pelo Clube Audax Bagé (morte e invalidez por acidente e despesas médico hospitalares e odontológicas para os ciclistas participantes) tem cobertura apenas no território brasileiro. Ou seja, no trecho dentro do Uruguai (em torno de 120 km) não haverá cobertura de seguro para os ciclistas. Caso julgue necessário, o participante do evento deverá contratar seguro de forma individual para cobertura no Uruguai (seguro viagem).
Em caso de acidente e urgências dentro do Uruguai os ciclistas serão atendidos pelas ambulâncias das cidades de Isidoro Noblia e Melo. No Brasil pelas ambulâncias das cidades de Aceguá e Bagé.

6 – Trajeto da prova e segurança no Uruguai:

A prova terá início na cidade de Bagé as 22:00 horas (dez da noite) do dia 25/04/2015 (sábado) com prazo final de conclusão até as 18:00 horas do dia 26/04/2015 (domingo).
Teremos 4 PCs (km poderá sofrer pequena alteração): Km 38 (BR 153 em direção a Porto Alegre), Km 126 (Aceguá na ida), Km 186 (Melo) e Km 243 (Aceguá na volta), além, obviamente, da chegada.
Futuramente, a organização divulgará a estrutura de cada PC, além de PAs (Pontos de Apoio) no trajeto a ser percorrido. Junto do kit da prova os ciclistas receberão uma descrição detalhada do percurso, contendo todas as informações necessárias.
O trajeto dentro do Brasil apresenta acostamento em bom estado. Porém, no trajeto uruguaio não há acostamento e a estrada apresenta alguns pequenos trechos com asfalto em mau estado.
Embora não tenha acostamento, pedalar no trecho uruguaio normalmente é tranquilo, pois os motoristas uruguaios respeitam os ciclistas muito mais que os brasileiros e no percurso Aceguá – Melo o movimento é pequeno. Além disso, o ciclismo é um esporte muito popular no país vizinho, o que faz com que os uruguaios estejam acostumados com ciclistas percorrendo as rodovias do país.
O principal risco no trecho uruguaio (e apenas durante a noite) são os “quileros”.  “Quileros” são contrabandistas que andam de moto. Eles carregam suas motos em Aceguá (no lado brasileiro) e levam todo tipo de mercadoria (combustíveis, botijões de gás, e tudo o mais que valha a pena de acordo com a variação dos preços e o câmbio) até Melo. Esse percurso é feito durante a noite para “evitar” as autoridades uruguaias.
O risco maior por parte desses “quileros” é que eles andam com pouca ou nenhuma luz (para não serem vistos) e como carregam muito peso, depois de começarem a andar não é fácil parar ou desviar de obstáculos (que pode ser uma bicicleta). Assim, é imprescindível que a bicicleta esteja muito bem sinalizada e que os ciclistas fiquem muito atentos ao trânsito dessas motos durante a noite. Durante o dia não há risco.
Os organizadores da prova, através de seu contato em Aceguá,  informarão aos “quileros” que na noite do dia 25/04 haverá grande número de ciclistas percorrendo o trecho, de modo que os mesmos tenham um maior cuidado.

7 – Participação de iniciantes na modalidade e de menores de idade:

Inscrição de brasileiros: Não serão aceitos estreantes na modalidade. Para se inscrever o brasileiro deverá comprovar participação em pelo menos um BRM de qualquer quilometragem em 2015 ou em anos anteriores.
Inscrição uruguaios: Como não existe clube organizador e provas BRM no Uruguai não será exigida a participação prévia em outro BRM. Porém, os ciclistas deverão estar registrados em algum clube de ciclismo no Uruguai.
Em relação à participação de menores de idade (tanto brasileiros quanto uruguaios), a mesma só será aceita se o menor estiver acompanhado durante toda a prova (pedalando junto) de pai e/ou mãe e/ou responsável legal.
Importante destacar que o Clube Audax Bagé poderá, a qualquer tempo e desde que julgue necessário, não aceitar a inscrição de qualquer interessado (maior ou menor de idade, brasileiro ou uruguaio), visando sempre à segurança de todos os participantes e o adequado desenvolvimento da prova.

8 – Entrada de carros e motos no Uruguai e utilização de carros de apoio durante a prova:

Os ciclistas que irão participar do Audax 300 km de Bagé e quiserem utilizar carro de apoio deverão fazer a inscrição do mesmo junto aos organizadores, antecipadamente via email, ou durante a entrega de kits. Importante destacar que o Audax BRM é uma prova de autosuficiência. Assim, o ciclista só poderá receber apoio externo nos Pontos de Controle e Pontos de Apoio autorizados pela organização, sob pena de desclassificação, principalmente se houver casos de auxílio ao ciclista participante com carro em movimento.
Para entrada de carro no Uruguai serão necessários: o documento do veiculo, o RG do proprietário e a carteira de motorista. Se o documento do veículo não estiver no nome do motorista ou se encontre em nome de pessoa jurídica, será obrigatório obter autorização do proprietário para realizar a viagem, o documento deverá ter a firma reconhecida em cartório. Esta autorização deverá ser legalizada no Consulado mais próximo da sua residência, os endereços constam na página www.emburuguai.org.br.
Tenha em conta que é necessário providenciar um Seguro de veiculo que tenha validade no Uruguai, algumas seguradoras emitem a chamada “Carta Verde”, solicitamos consultar a sua seguradora sobre a emissão do referido documento.
Para entrada de moto no Uruguai as exigências são as mesmas.

9 – Tempo de abertura e fechamento dos PCs e resgate de ciclistas:

Todos os PCs (Pontos de Controle) tem tempo de abertura e fechamento calculados conforme regulamento da ACP (Audax Club Parisien). Os ciclistas deverão chegar aos PCs até o prazo final de fechamento, sob pena de desclassificação.
Haverá um carro da organização que fará o “fechamento” da prova, percorrendo o trajeto atrás do último ciclista ainda na prova (ciclista não desclassificado por atraso ou qualquer outra infração passível de desclassificação).
A organização não tem obrigação de resgatar ciclistas que tenham abandonado a prova, devendo os mesmos providenciar os meios necessários para retorno a Bagé ou outra cidade.
Os ciclistas desclassificados (principalmente por atraso) serão convidados a se retirar da prova e não pedalar mais, devendo, dentro das possibilidades da organização, utilizar o resgate para retorno ao ponto de partida.
O Clube Audax Bagé não assume nenhuma responsabilidade em relação aos ciclistas que tenham sido desclassificados da prova e que, após comunicação por parte dos organizadores, insistam a continuar pedalando no trajeto.


10 – Os participantes do Audax 300 km deverão obedecer, também, o regulamento do Clube Audax Bagé (http://clubeaudaxbage.blogspot.com.br/) e o constante no Termo de Responsabilidade, além do regulamento geral do ACP (Audax Club Parisien).